Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

nome: poraqui | cor: preto (e por isso acaba) 26.06.05-27.12.2007

entretanto existe uma coisa chamada plateau effect

 

http://plateau-effect.blogspot.com/


publicado por zéoliveira às 01:28
| comentar
|
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

falta-me os tomates para matar este blog?

não importa

que mexem

que corta

o sítio transpira

de vida

sons que voam

os putos nem sabem

sons que soam

o que fazem

saltam com os dentes

das avós

diferentes

da gente

não tente

não siga

persiga

fomente

a fome

quem come

o lobo

o mau?

o roubo

cacau?

não sei

não fiz

estava a caminho

não cheguei a tempo

tormento

dorme ao relento

orvalho

caralho

e assim

se fez o amor

por aqui

ficou ardor

de querer

arder

morrer

nascer

nem sempre foder

nem sempre falar

nem sempre trocar

tocar

sempre tocar

não sei

não tocar

não sei a linguagem

a miragem

de não conseguir

tocar-te

 

por isso

aviso

sou insuportável

amável

um dia

horrível

rufia

 

demontração do valor das palavras

 

ou porque me calo quando não devo

ou porque falo quando não devo

ou porque gosto quando não devo

ou porque gosto

(quem assina está convencido que é o último post, antes de avisar o próximo sítio que deverá ser branco e não preto, mas quem assina acabou de chegar a casa e está verdadeiramente bêbado e veio a fugir de qualquer coisa que não devia ser nada.

quem assina sou este)


publicado por zéoliveira às 03:06
| comentar | ver comentários (1)
|
Sábado, 15 de Dezembro de 2007

tipover

Pregnant women do not tip over, and researchers say an evolutionary curve has a lot to do with the reason why.

 

o resto da noticia:

http://www.nytimes.com/2007/12/12/science/12cnd-pregnant.html?em&ex=1197781200&en=9ee163509360e953&ei=5087%0A


publicado por zéoliveira às 03:50
| comentar | ver comentários (1)
|

sempre

por vezes encontramos nos dias um sentido meio preenchido
isto é tão verdade como difícil de explicar
porque muitos foram os dias que
assim como um vazio, assim como faltar um momento

 

por ser quase impossível, não desistir


publicado por zéoliveira às 03:41
| comentar
|
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

blogs como este, do umbigo

uma coisa interessante de escrever sem fio de jogo (gosto da expressão, so what?) é o teste da luz, está-se no escuro do entre-orelhas a produzir algo parecido com um pensamento e verbaliza-se/escreve-se a coisa.

para mentes mais sinuosas é um verdadeiro desafio atinar com palavras e encadear. às vezes parece mesmo um pensamento e não passa de uma emoção ou de um estado de espírito ou a luz que era um farol é uma velinha de igreja.

é o síndrome daquela ideia porreira que tive há 10 segundos mas de repente não faço ideia do que seja... era mesmo boa, não sei é se era para temperar a salada, para acabar com as guerras ou para meter converseta com a menina da papelaria.

claro que há outras soluções, é mais fácil com emoções, mascara-se bem a coisa com uma monte de metáforas, paralelismos e outras cambalhotas estilísticas e a coisa fica composta (se bem que arrefece no processo...). é o truque do poeta enfim,como não tem coragem para dizer que quer comer a francisca pega no "quero comer a francisca", repete a frase de 10 maneiras diferentes e com hipérboles e analogias e metáforas faz um poema...

e no fim a suprema prosa... consegue-se fazer dezenas, centenas, meses, anos de posts (*), em que se diz rigorosamente o mesmo em todos eles, sempre de maneira diferente, I call it art como diria o Sr. Gainsbourg.

(*) para variar não estou a falar deste blog...


publicado por zéoliveira às 01:32
| comentar
|
Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

o mundo é como é

diz que houve aí uma cimeira Europa-África, diz que foi muito importante...

disso não sei nada, só suspeito que o catering não devia ser mau.

 

mas que finalmente liguei a bateria electrónica ao amplificador lá isso liguei

e manda barulho isso manda. barulho bom, bem alto.

aposto que o pessoal em manica ou no mindelo concorda comigo.

 

tamborilar é a palavra de ordem


publicado por zéoliveira às 23:26
| comentar
|
Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007

She Wants Revenge - What I Want

soa como joy division é bem verdade, talvez seja mais do mesmo
críticas mázinhas a este segundo álbum,
costumo guiar-me por isso e andei a resistir a ouvir o raio do disco
qual é o mal do urban chick retro com dor de corno e ritmo saído do inferno?
eu cá gosto, enfim gosto, especialmente onde diz
don´t promise anything you can´t deliver to me

publicado por zéoliveira às 21:39
| comentar
|

...

Jazz is not dead, it just smells funny

Frank Zappa


publicado por zéoliveira às 18:57
| comentar
|
Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007

um dia vais ver!

quando um gajo chega a velho lembra-se do que aconteceu quando era novo, mas não do que aconteceu na véspera, certo?

ou seja, não perdi ainda a oportunidade de me chatear a sério com o paulo por se ter acagaçado naquela tarde em que iamos saltar o muro do colégio.

vou pôr a dentadura e dizer com todas as letras, és um covarde pá, não jogo mais à sueca contigo senão pedires já desculpa.


publicado por zéoliveira às 00:53
| comentar
|
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

2 mulheres hoje no metro

deixa que assim o gajo nunca mais te deixa. só tens de aguentar e se ele voltar mandá-lo dar uma curva


publicado por zéoliveira às 23:48
| comentar
|

outra vez sobre o Natal

Este ano não vamos poder ir para o Terreiro do Paço planear atentados à árvore de natal.

O monstro valia a pena só por isso, ir para lá e imaginar uma conspiração pela noite, com cordas, um carro a puxar, qualquer coisa que a deitasse ao chão.

um gajo vai perdendo as suas referências natalícias não há dúvida.

fiquemo-nos pelo pontapé sorrateiro ao pai natal que costuma estar à porta da namur.

 

entretanto algures na av aliados os nossos irmaos de luta

devem estar a congeminar algo...ah ah ah ah ah!!!!!!!!!!! (riso cartoon de vilão sff)


publicado por zéoliveira às 01:56
| comentar
|
Domingo, 2 de Dezembro de 2007

post antigo não publicado não sei porquê

às vezes é assustador a vontade com que bebo

enfim, não é que a vida fique sempre nova e a brilhar só porque se tem cuidado 

é mais fruto do acaso, o nome mais urbano para se dizer às escuras

 

talvez seja atreito a vícios, azares e outras coisas que enriquecem a vida


publicado por zéoliveira às 23:56
| comentar
|
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

a galinha da vizinha...

acho que gosto mais do som do sax tenor...

é só um desabafo


publicado por zéoliveira às 01:53
| comentar
|

conta de merceeiro

se 2008 correr como 2007, até 2012 tá-se bem!


publicado por zéoliveira às 01:50
| comentar
|

o espaço do meio

um dia ainda me vou dedicar a medir com uma fita o espaço que estava entre os dois... vou ter de usar as pegadas que ficaram, fazer trabalho de arqueólogo, eventualmente pedir-te ajuda


publicado por zéoliveira às 01:47
| comentar
|
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007

um assunto que me interessa - eu

 

este ano vou bater o meu record pessoal absoluto de vadiagem,

ultrapassando mesmo anos de inter-rails e outros dopings.

que é que isso interessa?

nada, mas é uma afirmação auto-indulgente e tal.

fraquezas de carácter dum aspirante a vagabundo profissional.

 


publicado por zéoliveira às 02:15
| comentar
|
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Jesus and Mary Chain - Sometimes Always

Hope Sandoval na voz, voz sexy não? fogo!

publicado por zéoliveira às 01:41
| comentar
|
Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Fuck Sundays - um dia na vida duma espécie de mujahedin

13h30

Ao terceiro telefonema lá acordo e atendo. Almoço de família em casa dos meus avós, é melhor despachar-me.

13h35

Pequeno almoço – tudo o que estava á vista, arroz de pato, pasteis de nata e coca-cola, a cabeça ameaça implodir.

15h00

Lá consigo chegar, fui o último mas por pouco, os outros também estavam com ar de ressaca, ambiente porreiro.  A minha avò pela segunda vez consecutiva não pergunta pela Cristina, a cena parece resolvida, ao menos na cabeça de dela. Em rigor não pergunta por ninguém, está lá no seu mundo de referências cruzadas chamemos-lhe assim.

18h00

A caminho de Lisboa o Porto mete um golo ao Setúbal... o dia está a começar a acabar mal

18h30

Sax alto, escalas, arpejos e improviso

20h00

Jantar e cinema...O gajo diz

I´m the coolest motherfucker who ever lived.

É a frase perfeita.

 

Fuck mondays


publicado por zéoliveira às 03:41
| comentar
|
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

tagus... estúpidos ou simplesmente maus?

no cais do metro reparei na nova campanha da tagus,

uma coisa inacreditável... orgulho hetero?!?!?

 

quando se diz orgulho gay, não se está a falar em ter orgulho numa orientação sexual, é uma afirmação dos gays a reclamar o direito a serem aceites como são, sem preconceitos, sem perseguições. é uma afirmação de coragem, nos dias que vivemos, infelizmente.

 

por comparaçao:

 

se um judeu na Alemanha Nazi disser "orgulho judeu" quer dizer a mesma coisa que um judeu dizer isso nos territórios ocupados?

no primeiro caso está a manifestar o direito à existência, no segundo é uma afirmação agressiva, de quem vai oprimir tanto quanto puder os palestinianos

 

se um preto disser "orgulho negro" na áfrica do apartheid está a manifestar o direito à igualdade. se for a meio das perseguições do mugabe está-se a preparar para aviar mais uns quantos brancos.

 

 

os senhores da tagus não percebem isto. existe discriminação com base na orientação sexual hoje e aqui.

e como a cerveja até é uma bela merda, força digam a seguir "orgulho branco", "orgulho católico", orgulho de qualquer outra maioria, tanto me dá.

pode ser que as vendas venham por aí abaixo.

 

eu por mim não bebo mais essa merda.

não gosto que brinquem com estas coisas.

 

por fim, acho que têm todo o direito de fazer a campanha, esses asnos.

 


publicado por zéoliveira às 19:37
| comentar | ver comentários (1)
|
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

vaticano-bar

há muito que não me lembrava do vaticano bar. entre os 16-18 anos tinha um grupo de amigos bastante curioso.

o paleca era um mau aluno militante, fazia questão em chumbar anos em catadupa. apesar disso ganhava a qualquer um no xadrez, nunca entendi aquela forma sublime de inteligência dirigida.

outro ia frequentemente às putas, o que em qualquer idade é invulgar, mas aos 17 é invulgarmente doentio. lembro-me de o nuno argumentar que era mais barato dar a volta a uma miuda com uma saída e tal e coiso. discussões entre o que era mais prático, barato e etc, enfim...

lembro de o jorge entrar a correr no bar onde estávamos, a fugir de uns 5 gajos que lhe iam dar uma tareia. quando entrou abre o casaco e mostra uma chave inglesa e diz... se me apanhassem estavam fodidos!

lembro-me do carlos dissertar sobre as pancadas do pai que tinha estado no Ultramar, tinha armas de guerra guardadas num armário, e com os pesadelos distribuia porrada em casa em cada acesso de loucura. o carlos era enorme, mas apanhava também, que aquilo chegava para todos.

eu tinha o hábito pouco saudável de gostar das gajas mais giras da escola, o que nessa idade (noutras também...) é perigoso.

cúmulo do azar, volta e meia até conseguia levar a água temporariamente ao moinho.

a primeira vez que fiquei realmente em baixo numa dessas incursões românticas o paleca introduziu-me o submarino (um caneca de cerveja onde se enfiava um copo pequeno cheio de aguardente). ia morrendo da cura, mas também em boa verdade a doença estava-me a matar.

 

não sei o que é feito deles, a maior parte deve-se ter entalado na vida, eram pouco dados a estudo e trabalho. tenho visto o paleca ocasionalmente em concertos. ele queria ser fotógrafo, ultimamente andava a fazer de webmaster.

 

e lembro-me de combinarmos montar um bar, ia ser o VATICANO-BAR.


publicado por zéoliveira às 00:51
| comentar | ver comentários (1)
|
Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

control

há muitas formas de viver, 

claro que as que dão bons filmes são estas assim, como dizer...

sem controlo

 

vale a pena ir ver

 

 

publicado por zéoliveira às 12:11
| comentar
|
Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

...

Hoje a ler esta notícia no Público só me deu vontade de resolver o problema da inimputabilidade dos juízes à chapada…
A decência e o respeito pelos outros não chega onde o preconceito ocupa o espaço todo, pena isso acontecer num tribunal.
 
Alguém que explique aos Srs. Juízes como que se apanha o HIV

publicado por zéoliveira às 15:40
| comentar | ver comentários (3)
|
Domingo, 18 de Novembro de 2007

estado civil

Um amigo de longe passou por cá e jantámos.

Alguém, a ver o BI dele...é pá já tens o cas., só te falta o div.

E ele que não, que não queria ter mais nenhum estado civil.

Ok...então o viu..

Não, isto por mim nunca mais muda. Vai ser o meu último Estado Civil.

Via-se que era mesmo aquilo que queria dizer. Fácil de entender. Aquilo tocou.


publicado por zéoliveira às 23:24
| comentar | ver comentários (1)
|
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007

Ed and Zed... both dead

Tinhas razão! Dou o braço para torceres.

 

ZED

Ed

publicado por zéoliveira às 18:48
| comentar
|
Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

j´accuse... love is a deserter

onde é que te meteste ein?
não há net nesse meridiano?
dá notícias gaja!

publicado por zéoliveira às 01:54
| comentar
|

Inverno 2007

toca a afiar a faca, a preparar os piores instintos com o volante na mão, com o par de meias e o bibelot para embrulhar...

é que vem aí a época do amor fraterno e do nascimento de jesus e tal... até me arrepio só de pensar.

 

juro que já vi um Pai Natal numa montra

está abrir oficialmente a santa cruzada 2007, divirtam-se, vai começar a orgia do saque 


publicado por zéoliveira às 00:23
| comentar
|

outono 2007

daqui a alguns anos de certeza alguém vai dizer... lembras-te daquele outono de 2007?

vou dizer que sim, porque todos os anos têm outono,

nunca me lembro de nada e ainda menos do que não aconteceu

 

não era nada disto... e ideia era dizer;

este ano diz que não vai ter outono,

a mim não me faz falta nenhuma e pode nem nunca mais voltar. cago para ele.

 


publicado por zéoliveira às 00:18
| comentar
|
Sábado, 10 de Novembro de 2007

perder - nota de rodapé a correr para casa com saudades

deve ser da idade mas...

 

ultimamente não gosto de perder nem a feijões (feijoas?)

 

 


publicado por zéoliveira às 04:37
| comentar
|
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007

judah filho de jesus #1

ironia histórica,

quando uma quase inteira geração (a minha) é suposto já ter feito filhos,

e todavia não os fez...

descubro quem é suposto não ter feito filhos, e todavia o fez...

 

A História inventará uns filhos para a malta?

Como parece ter apagado os filhos dos outros?


publicado por zéoliveira às 20:31
| comentar
|
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

ressacas

em plena ressaca de Mindelo, Santo Antão, praia do Tarrafal e etc.

há ressacas bem pesadas, as da segunda-feira, as do alcóol, e estas das férias.

e por economia de esforço nem quero falar na mãe de todas.

 

mas é curioso reparar que costumam encontrar-se e misturar-se no neurónio,

que isto das dores de alma tende a auto-alimentar-se

 

já gozava outras férias se pudesse


publicado por zéoliveira às 13:21
| comentar
|
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

come home billy bird


publicado por zéoliveira às 23:24
| comentar
|
Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007

gostos são gostos são nomes

Achava que o nome perfeito era Inês.

Ultimamente estou a inclinar-me mais para Helena.

A pendência mutável dos gostos da gente...

Helena, Inês, Helena, foda-se!


publicado por zéoliveira às 03:14
| comentar
|
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

hoje aprendi que...

O Prepúcio sagrado (em Latim præputium) é uma das mais preciosas relíquias católicas relacionadas com figura de Jesus Cristo. Trata-se, alegadamente e como o próprio nome indica, do prepúcio de Jesus Cristo, retirado do seu corpo durante a circuncisão ritual a que o povo judeu submete todos os seus rapazes

 

in wikipedia http://pt.wikipedia.org/wiki/Prep%C3%BAcio_sagrado

 

deve estar num frasquinho numa igreja perto de si


publicado por zéoliveira às 22:38
| comentar | ver comentários (1)
|
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007

...

salvar um tipo de se afogar só para depois o deixar a arder devagar...

não entendo o fim último

a não ser que a ironia que se torna a vida seja um fim em si

estranho sentido nisto tudo


publicado por zéoliveira às 01:49
| comentar
|
Terça-feira, 23 de Outubro de 2007

hidden sex

não é tão bom como se pensa.

o outro é melhor, o verdadeiro, o a sério, o da bayer.

não é ser moralista, é um conselho na direcção do gozo bom, acredita.

 

de qualquer modo... lots of fun no hidden sex. não é que eu saiba de alguma coisa. obviamente.


publicado por zéoliveira às 00:37
| comentar
|
Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

menino guerreiro

Acabei de ver pela primeira vez o blog do Santana Lopes. Ia com reserva mental, confesso... essa reserva rebentou, estoirou, esvaziou! A realidade ultrapassa a ficção! Aconselho vivamente uma visita, não consigo descrever aquilo... o homem foi Primeiro-Ministro deste país! Como diz a minha avó, só visto que contado não tem graça.


publicado por zéoliveira às 23:35
| comentar
|
Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

o bom conselho

só tenho memória de uma vez me terem dado um muito bom conselho, daqueles que valem mesmo, muitas vezes devo ter precisado deles, mas só daquela fui literalmente salvo por sábias e avisadas palavras.

por causa desse conselho aqui estou, passados alguns anos, eventualmente com problemas e etc, mas enfim, o resultado não é trágico nem completamente desinteressante, passe a imodéstia. o conselho tão simples é fácil de seguir... faças o que fizeres não te metas na psicanálise!

quando me perguntam opiniões ou conselhos sobre o que quer que seja, o primeiro impulso é dizer... faças o que fizeres, não te metas em psicanalistas. mas claro que não digo, conselhos destes só para situações de excepção, não se gastam em situações de lana caprina.

um bom corolário seria, psicólogos, padres e todas as profissões começadas por p... distância!


publicado por zéoliveira às 00:39
| comentar | ver comentários (2)
|
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

the national - apartment story

 

Tired and wired we ruin too easy...


publicado por zéoliveira às 19:30
| comentar
|
Sábado, 6 de Outubro de 2007

saudade daquele bife

esta tarde andava eu a passear o meu inner dog pela baixa, deu-me uma nostalgia tão grande que dei por mim a querer comer um bife no Nicola às 3 da tarde... estarei grávido ou é só saudades de quando era puto?


publicado por zéoliveira às 20:32
| comentar
|
Sexta-feira, 5 de Outubro de 2007

confessions on the dance floor #2

fadiga muscular na boca. lábio inferior fodido.

wild sex?

errado... wild sax.


publicado por zéoliveira às 15:29
| comentar
|

como é que o gajo sabia?? foste tu que lhe disseste??

Nel mezzo del cammin di nostra vita
mi ritrovai per una selva oscura,
ché la diritta via era smarrita.

dante



publicado por zéoliveira às 14:30
| comentar
|

aqui medes

dêem-me um ponto de apoio e uma alavanca. não levanto a terra, mas pelo menos não caio tantas vezes

publicado por zéoliveira às 14:30
| comentar
|

fotografias fantasmas

acima de tudo não me mostres as fotografias das férias

acima de tudo não me mostres sorrisos

aliás não me mostres fotografias tuas

aliás não te mostres 

melhor assim não é?


publicado por zéoliveira às 14:28
| comentar
|

confessions on the dance floor #1

nunca li um livro do kerouac.

mas este fim de semana tem três dias...


publicado por zéoliveira às 14:27
| comentar
|

objectos, memórias, limitações cognitivas

todos os objectos-memória à minha volta são falsos.

as coisas que viveram mesmo...

fotos, escovas de dentes, etc desaparecem

é uma táctica condenada ao fracasso, mas terá o seu mérito

 


publicado por zéoliveira às 14:25
| comentar
|
Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

in my head

 


publicado por zéoliveira às 14:55
| comentar
|
Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

contra os selvagens na Birmânia

 

os monges protegidos por um cordão humano da violência dos cobardes

 

foto roubada de http://burmadigest.info/

há lá muito mais informação, para quem quiser saber mais

 


publicado por zéoliveira às 00:40
| comentar
|

uma beca inocente...

ando dia todo de ipod a ouvir músicas que tenham sax, coltrane, maceo parker, chet baker, morphine, world sax quartet, twinemen, etc.

 

quando estou a ir para casa estugo o passo, quase como se fosse marcha atlética. com a ideia redentora que "aquilo" é fácil, acho que consigo fazer também...

 

10 minutos depois de começar resigno-me às minhas limitações e lá toco o que consigo, não sei bem que nome lhe hei-de dar, enfim será música no sentido mais lato de termo...

 

o tempo que durar este engano dá a medida exacta da minha estupidez... mas é uma ilusao gira

 

imaginem começar a jogar à bola e passado um mês querem marcar golos como o eusébio...

parece tão fácil quando se vê nas imagens não é?

é como o coltrane...


publicado por zéoliveira às 00:23
| comentar
|

suplemento de alma para ti, little sister

If you can't decide what to do with your life
You just don't know what it is that's right
If you just don't know what to do
You just don't know what's right for you
If you can't decide where to go with your life
You just don't know where to spend your time
If you can't decide where to go with your life
I'm sure you'll do whatever is right
I've always known you were incredibility bright
Get in your go-kart and go little sister
Get it your go-kart and go
And then swing your swift sword sister
Swing your swift sword now
Swing your swift sword sister sister
Swing your swift sword now


morphine-yes


publicado por zéoliveira às 00:19
| comentar
|
Segunda-feira, 1 de Outubro de 2007

agora virei caso de estudo...

um amigo de muitos anos e a propósito de uma história antiga, diz-me que nunca tinha visto ninguém ir tão ao fundo por causa de uma mulher

 

só me ocorreu... obrigado pelo elogio mas estás a sobrevalorizar a minha viagem. não foi assim tão épica

(pensei mas não disse)


publicado por zéoliveira às 23:58
| comentar
|

diz que

vai sair um novo álbum de radiohead!!!!!!!

publicado por zéoliveira às 23:55
| comentar
|

alçapão da memória

lembro-me de me ter dito algo como - não acredito nas pessoas

lembro-me de dizer - eu acredito sempre

 

ainda hoje sei que ninguém estava a dizer toda a verdade, ninguém não... eu estava

estávamos portanto ambos meio perdidos nas crenças

mas sem remorsos

umas vezes corre mal, outras vezes é bem melhor


publicado por zéoliveira às 23:46
| comentar
|
Domingo, 30 de Setembro de 2007

Duke Ellington & John Coltrane - In A Sentimental Mood

domingo, dia de muito falar melancolicamente com os meus botões dia de amansar raivas, desgostos, saudades, enfim...merdas mas com calma, devagarinho, com pouco fel, com sentimentos difusos in a sentimental mood, domingo, uns pingos de chuva e um sax


publicado por zéoliveira às 17:55
| comentar
|
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

birmânia

Myanmar: Unidade militar recusa disparar contra monges - Diário Digital

 

 

excerto de uma carta de um birmanês, neste blog: http://ko-htike.blogspot.com/:

 

Would the Burmese community in exile and the institutions like the UN and EU wait till the situation in Burma gets worse like Darfur in Sudan?

é pena não terem petróleo, arriscam-se a ser dizimados e nós a ver...

a única esperança é os soldados terem um pingo de humanidade e decência e virarem-se contra os monstros que agora servem...

revoltante, tudo isto.


publicado por zéoliveira às 11:03
| comentar | ver comentários (1)
|
Sábado, 22 de Setembro de 2007

muito agradecido

não é que a vida seja ingrata...

não te ponhas é a pedir coisas, que ela tem um sentido de humor estranho


publicado por zéoliveira às 20:37
| comentar | ver comentários (1)
|
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

tão liberal nos costumes

Tão soltinho, tanta retórica liberal, mas às vezes parece que saiu directamente do Antigo Testamento.

publicado por zéoliveira às 17:32
| comentar
|

a vida são 6 meses?

Há pessoas que

vivem para o trabalho.

Há pessoas que

trabalham assim o suficiente para aguentar as contas e vivem para o surf, ou para o ócio, ou para os copos, ou para a música, ou para meditação, ou para...

Há pessoas que

trabalham como cães 6 meses,

bebem como camelos 6 meses,

apaixonam-se por 6 meses,

arranjam qualquer outra coisa 6 meses…

 


publicado por zéoliveira às 17:28
| comentar | ver comentários (1)
|

Queima-se o gajo no Rossio e é já!

Nos últimos dias, ao passar pelos quiosques tenho reparado nas capas de alguns jornais, “Pedófilo à solta”, “Assassino libertado” e outras pérolas do género…

 

Existe um texto que se chama Declaração Universal dos Direitos do Homem, ou terei sonhado? Uma pessoa presa 2 ou 3 anos sem acusação não é assim como limpar o dito nessa Declaração?

 

Os senhores cidadãos (incluindo jornalistas) que não gostem das regras têm sempre países onde se prende anos a fio sem julgamento. E já agora onde se chicoteia, enforca e mais outras coisas que essa malandragem está mesmo a pedir! Boa viagem! O Estado até devia pagar a viagem na minha opinião.


publicado por zéoliveira às 17:25
| comentar
|
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007

libertaram o refém...

daquilo que está em baixo

até ao que fica no alto

vão dois carris de metal

na calçada de basalto

...

vão apenas dois minutos no... ELEVADOR DA GLÓRIA!!!!!!!!

(Radio Macau pois claro)

PS. os gajos da carris que não repitam a gracinha


publicado por zéoliveira às 00:41
| comentar
|
Terça-feira, 18 de Setembro de 2007

...

life...do not practice in a half-hearted way, you´ll be wasting your time

 

(plagiado de thoughts about practice - Jazz method for saxophone - John O´Neill)


publicado por zéoliveira às 00:05
| comentar
|
Sábado, 15 de Setembro de 2007

era eu putito

por esta altura fui algumas vezes fazer a vindima para a Beira, quando era puto. acordava cedinho, pequeno almoço e toca a trabalhar. tinhamos uns canastrões onde se metiam os cachos, o meu enchia-o só até meio para o conseguir levar no lombo, metia-se atrás da cabeça, apoiado nas costas e nos ombros, as mãos no ar a segurar só para equilibrar. depois ia-se por levadas e terras até à estrada. tinhamos um tractor pequeno com um atrelado que levava os canastrões à adega. era duro, e a minha ética pessoal impedia-me de comer muitas uvas, não que o meu avô se importasse, mas aquilo era trabalho, não era para estar a alambazar-me com as uvas! a parte mais gira era triturar e depois espremer os cachos. tinhamos umas maquinetas à manivela que era suposto serem operadas por um homem, de preferência forte. aqui o esperto insistia que queria fazer ele, atrasava um bocado o serviço, mas enfim, lá me deixavam, enquanto eu conseguisse. não devia ser por muito tempo...

à noite lembro-me de estar a dormir na mesma cama que o meu avô, e ele a ler o "malhadinhas" do aquilino e rir quase até ficar mal disposto.

anos depois, a ler o malhadinhas acontecia-me o mesmo, mesmo sem perceber metade das palavras lá escritas.


publicado por zéoliveira às 01:42
| comentar | ver comentários (1)
|
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2007

Nação valente, um comentário político

Leio que o ministro português dos negócios estrangeiros não vai receber o Dalai-Lama por razões óbvias, com a cumplicidade do PSD e PC.
 
Devia-se mudar o hino para “heróis do mar / nobre povo / por razões óbvias trá lá lá”.
 
Ajoelhar não é defender os interesses do país, e mesmo que fosse… isto mete nojo.
 
Escrúpulos? Coluna vertebral? Direitos Humanos? Princípios?
 
Não! É gente de merda mesmo!

publicado por zéoliveira às 16:37
| comentar
|

facts of life #2

toda a gente devia, ao menos uma vez,

fazer sexo com um desconhecido.

só para desmistificar.

 

e eu tenho uns conhecidos que poderão estar interessados.


publicado por zéoliveira às 00:38
| comentar
|

a vida inteira

algo que não muda

todos os dias me lembro de ti

todos os dias me arrependo de ti

tempo que não cura

a gente que não acuda

que todos os dias te apedrejo

que todos os dias te revejo


a vida inteira

 

espero até hoje a idade de entender

mas todos os dias me insulto

mas todos os dias te pergunto

todos os dias recupero de ti

todos os dias me arrependo de ti


espero até hoje
o dia de nem me lembrar
o dia de acordar


todos os dias te vejo com os olhos fechados

etc etc

 

 

estava a tentar escrever uma coisa que desse para letra de musica, só para experimentar, mas mudei de ideias e fica a meio, azar...

 


publicado por zéoliveira às 00:09
| comentar
|
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

gordura cerebral?

a ler um livro sobre música descobri uma afirmação curiosa, "o cérebro a partir dos 30 tende a ficar estagnado se não o exercitarmos". tenho reparado que a maior parte das pessoas, acima dessa idade, tem um discurso puramente descritivo, sem qualquer argumentação ou raciocínio implícito. não tinha essa sensação há uns anos atrás. fala-se horas e horas, mas a descrever acontecimentos (geralmente sem interesse nenhum), difícil é ouvir raciocínios estruturados. não é uma medida estatisticamente fiável mas enfim... quer-me parecer que de facto o cérebro tende a ficar preguiçoso.

publicado por zéoliveira às 13:47
| comentar
|
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

Kobayashi Kaori - Nothing gonna change my love for you

.............. não é bem a minha música, mas vale a pena ouvir até ao fim o som que sai daquele sax

publicado por zéoliveira às 13:00
| comentar
|
Quinta-feira, 6 de Setembro de 2007

que tal uma love story ein?

naquele fim de tarde domingueira cansados de fazer o amor comiam um pequeno snack na cama. algumas migalhas do pão, trémula e dissimuladamente escapuliam-se para dentro dos lençóis, como que para arranjar um lugar na primeira fila, para assistir às poucas vergonhas e imundícies que se adivinhavam mais logo.

a meio duma dentada na sande ele olha nos olhos dela e diz e jura e suplica que a quer até ao fim dos tempos e ainda mais um bocado, se possível for.

com um sorriso rasgado, e os olhos brilhantes de emoção, ela repete as palavras dele, embora com o bom gosto necessário e suficiente para reconstruir as frases com metáforas, truque fácil e sempre eficaz.

no calor das exaltações românticas decidem fazer um filho e já, mas faltando o fôlego ao rapaz, decide ganhar tempo, queria escolher primeiro o nome do fruto daquele amor.

ao que ela responde, se for varão será Rudolph, se for menina será Hillary.

ele levanta-se de rompante, foda-se pode-se tirar uma gaja de manhattan, mas não se consegue tirar manhattan de uma gaja!

virou as costas e foi ter com mãe que vendia flores no mercado da ribeira.

the end

 


publicado por zéoliveira às 02:37
| comentar
|

being Nuno Gomes

tem muito mérito um gajo tentar e insistir, mesmo contra as evidências

o esforço vale por si

a todos os que tentam escrever e a bola sai sempre para o terceiro anel ou pela linha lateral

continuai como eu faço, um jogo, um blog ou um caderno são feitos de tentar acertar-lhe em cheio ou de fininho, dar aquele efeito que falha sempre.

somos como que irmãos Nuno! continuemos a via sacra do falhanço mais clamoroso!

de semblante carregado como tem de ser!

viva a má prosa! slb sempre!


publicado por zéoliveira às 00:21
| comentar
|

facts of life #1

se jantar cajus durante uma viagem e for a conduzir fico verdadeiramente agoniado

 

(mas não com a existência, nem com a semiótica nem com a metafísica, agoniado mesmo)


publicado por zéoliveira às 00:13
| comentar
|
Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

pinta sobre os trinta

e aos 30,

 

- já não existem pessoas que não tenham um baú de recordações cheio de fotos e mensagens e recordações, mesmo no meio da cabeça,

 

- já não existem pessoas que estejam sozinhas contigo, está ela, estás tu, estão os baús, ménage a 4 com mobília enfim,

 

- já não há pessoas médias, só extremos de sensibilidade ou de insensibilidade, de carência ou de independência, às vezes na mesma pessoa consoante a humidade ambiente ou algo igualmente relevante,

 

- aos 30 já não há pessoas com 16 anos. não vejo então a vantagem.


publicado por zéoliveira às 23:46
| comentar
|
Domingo, 2 de Setembro de 2007

New Order - Temptation

e agora para algo completamente diferente

publicado por zéoliveira às 17:10
| comentar
|

para quando se é vezes de mais atropelado por um comboio de emoções

Como se trata o stress pós-traumático?
As intervenções terapêuticas mais eficazes são a psicoterapia cognitiva e comportamental e a medicação com antidepressivos como a sertralina ou a paroxetina.
A terapia em grupo é muitas vezes aconselhada para as situações ligeiras a moderadas.
Recentemente, desenvolveu-se alguma controvérsia em relação às intervenções imediatas para os indivíduos com trauma agudo. Algumas investigações recentes têm revelado resultados decepcionantes com a intervenção, em que é dada a oportunidade à pessoa vítima da situação de stress de falar acerca da sua experiência logo após o acontecimento, denominada “critical incident stress debriefing – CISD”. Muitos indivíduos procuram refúgio no álcool ou nas drogas para enfrentarem o traumatismo. É igualmente importante nestes casos, tratar a dependência e os problemas médicos associados.

(tirado dum qualquer site sobre medicina)


publicado por zéoliveira às 15:27
| comentar
|

...

Got a curse we cannot lift
shines when the sunshine shifts
there's a curse comes with a kiss
the bite that binds the gift that gives

tv on the radio - wolf like me

(foto roubada não sei bem de onde)


publicado por zéoliveira às 15:23
| comentar
|
Terça-feira, 28 de Agosto de 2007

inseguranças - corolário

o corolário do post abaixo...

 

muito boa gente que anda a fazer de marinheiro/a de águas bravas, só quer mesmo encontrar um qualquer chão firme, um qualquer

.

muito boa gente que anda a fazer que não sabe navegar vai acabar pirata nos mares, sem parar em lado nenhum, sem pôr o pé em terra.


publicado por zéoliveira às 02:18
| comentar
|

inseguranças

a falar com um amigo percebi (e ele também) 

que há pessoas perturbadas por estarem, como dizer... sozinhas

 

ficou por falar as pessoas perturbadas por estarem, como dizer... acompanhadas

 

por mim, estou perturbado por existir, e isso devia bastar. já é doença que chegue existir

 

não é preciso arranjar mais inseguranças pessoais


publicado por zéoliveira às 02:09
| comentar
|
Sábado, 25 de Agosto de 2007

um recado curioso ó preguiçoso

"Investigadores europeus descobriram que a área do cérebro responsável pelo autocontrolo, onde ocorre a decisão de não fazer algo depois de pensar fazê-lo, é separada da zona cerebral associada ao acto de agir."                             

Journal of Neuroscience’

 

 

dito de forma mais simples... a semente da preguiça está cá dentro, precisamente no cérebro


publicado por zéoliveira às 16:12
| comentar
|

a casa

Amanhã vai-nos acontecer o último jantar naquela casa, não falei disto com os meus irmãos nem com os meus pais ainda.

Por mim, já custa, foi ali que tive as melhores, as primeiras experiências de ser gente.

Muitos dos Natais foram ali, a imagem que tenho dos que já partiram está ali, o meu avô sentado à mesa.

Lembro-me de andar no liceu, da faltar às aulas para ficar ali na cama com a A., a meio da tarde, de ir comprar pizza e comermos no quarto.

O primeiro dia que entrei na casa era muito pequeno, era de noite, ia ao colo acho que do meu pai, é das poucas memórias infantis que tenho.

Amanhã vai ser um dia gravado na memória de certeza.

A vida faz-se de mais um adeus.


publicado por zéoliveira às 15:28
| comentar | ver comentários (2)
|
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007

a vida...(3)

... é um balde de lágrimas

publicado por zéoliveira às 00:04
| comentar | ver comentários (1)
|

a vida...(2)

é um mar de merda

publicado por zéoliveira às 00:03
| comentar
|

a vida... (1)

... é um tempo pleno de oportunidades sexuais

publicado por zéoliveira às 00:01
| comentar
|
Terça-feira, 21 de Agosto de 2007

a believer

e ele tomou uma decisão importante, a partir daquele dia passava a acreditar em todo e qualquer elogio que lhe fosse dirigido. por mais inverosímil, ia crer.

 


publicado por zéoliveira às 23:54
| comentar
|
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007

Moby - Another Woman


publicado por zéoliveira às 02:41
| comentar
|

...

quando em cada mulher vires o porto de abrigo

atira-te da ponte

 

(estou cá em baixo à espera com um gin tónico para ti)


publicado por zéoliveira às 02:34
| comentar
|

me myself and I

cada dia que passa fico mais convencido que sou uma espécie de

monstro

emocional

 

vejo mas não sei resolver

a vida vai continuar a ser a ssim, não valer nada mas ter a urgência de qualquer coisa


publicado por zéoliveira às 02:30
| comentar | ver comentários (1)
|
Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007

50 milhões de peças ou um recado

o mais difícil já está

agora é só encaixar os 50 milhões de peças que faltam

e no fim ficar qualquer coisa que não se parta com uma qualquer contrariedade

assustador isto de pensar em todos os dias seguintes...

 


publicado por zéoliveira às 19:32
| comentar
|

a chuva está a chegar

com o sol apontado à cara reparo que chegou à véspera do dia em que só me apetece ir embora.

é uma espécie de meteorito, isto

um enfado do caraças com a vida... vontadinha de ir para outro lado qualquer

e no entanto o problema está no uso do tempo e não no uso dos lugares

 

é a clássica forma de reagir a contrariedades, reais ou imaginadas

fugir


publicado por zéoliveira às 19:26
| comentar
|
Terça-feira, 7 de Agosto de 2007

...

Tell me.... Have you ever danced with the devil in the pale blue moonlight?

Joker


publicado por zéoliveira às 17:05
| comentar
|

Morrissey - You Have Killed Me

segundo o itunes é a música que ouço mais vezes


publicado por zéoliveira às 00:59
| comentar
|

a menina da rádio

e a tragédia caiu sobre os nossos corpos,

não consegui ver The National por causa do trabalho

esses f?*&!  da música no coração puseram os gajos a tocar às 2:00 de Domingo

 

mas a Joana descobriu e matou sem piedade o grilo que vivia no meu carro!

viva a Joana the greatest grilo-killer of our time!

 

(e este sim, parece a entrada de um diário)


publicado por zéoliveira às 00:48
| comentar | ver comentários (1)
|

what your soul sings

a música que ouves diz muito de ti

 

correcção semântica:

a música que ouço diz-me muito a mim,

dizer muito de mim já é psicologia


publicado por zéoliveira às 00:43
| comentar
|
Quinta-feira, 2 de Agosto de 2007

Ooooops

hoje soube que uma amiga não pode vir beber uns copos, por razões médicas...

felizmente só dura nove meses!

 

foi o comentário mais idiota que me lembrei para a cena mais fixe que ouvi hoje

life goes on

 


publicado por zéoliveira às 21:00
| comentar
|

não é nada disso

- isto não é um sítio onde se deixam recados

- isto não é um canto do desabafo

- isto não é o muro das lamentações, muito menos das confissões

- isto não é o meu sofá da terapia romântica ou outra 

 

- muitas vezes não tem nexo,

- muitas vezes não tem relação com nada

- muitas vezes é só o gozo de construir uma frase qualquer

 

- este esclarecimento serve para alguns desentendidos aparentemente gerados por textos que aqui aparecem,

- não devia ser preciso dizer isto, mas parece que é.

 

SCHEISSE!


publicado por zéoliveira às 00:39
| comentar | ver comentários (1)
|
Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007

resumindo tudo o que está dito e vivido até agora...

A princípio é simples anda-se sozinho
passa-se nas ruas bem devagarinho
está-se bem no silêncio e no burburinho
bebem-se as certezas num copo de vinho
vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

 

sg


publicado por zéoliveira às 22:22
| comentar
|

não disse

pode-se dizer: "tu estás overrated aí no teu self-pontuation ranking"?

ou então "não vales aquilo que pensas que vales, para aí talvez um terço ou dois quintos"?

 

bom, felizmente nem sempre digo o que penso, e geralmente estou enganado.

foi ontem e não disse.


publicado por zéoliveira às 01:59
| comentar
|

futebol

não me recordo bem, acho que foi o ano passado. estava no estádio do slb e arrumámos o manchester sem apelo nem agravo, experimentei a mais profunda alegria, com a certeza de que na próxima iamos ser comidos de certezinha. e foi felicidade mesmo!

 

é um bom conselho de vida acho; tentar experimentar, quando o momento o merece, a tal coisa da felicidade, mesmo com a certeza que da próxima vamos ser, na certa, comidos.


publicado por zéoliveira às 01:51
| comentar
|

Steve Jobs Stanford Commencement Speech 2005

vale a pena perder um bocadinho e ver


publicado por zéoliveira às 00:48
| comentar
|

possível círculo

1. fazer fantasmas

2. calar a angustia e adormecer os fantasmas

2. levá-los com muito cuidado para a cave da memória

4. gritar e fazer mais fantasmas, de caminho fazermo-nos fantasmas de outros

4,5. acordar fantasmas

5. angústia, cave, gritar e etc. em círculo 


publicado por zéoliveira às 00:36
| comentar
|
Terça-feira, 31 de Julho de 2007

ligar os pontos dos is até aparecer a imagem de um gelado

Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

Alvaro de Campos

 

 

O problema é que não consigo abrir mais a boca

A fome é boa conselheira, não há dúvida

Ganha-se em instinto o que se perde em nem sentir o chão

Já para não falar do sentido disto... tudo

E a vida continua não é? Não?


publicado por zéoliveira às 01:00
| comentar
|
Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

luta de classes

o meu lado mais fútil (haverá outro?) ficou fascinado com este grupo sociológico: "contracultura endinheirada". esse lado pergunta onde é que um gajo se inscreve.

publicado por zéoliveira às 20:39
| comentar
|
Sábado, 28 de Julho de 2007

o suspeito do costume...

... é a sensação que vou tendo ocasionalmente, ultimamente...

publicado por zéoliveira às 18:00
| comentar
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. nome: poraqui | cor: pret...

. falta-me os tomates para ...

. tipover

. sempre

. blogs como este, do umbig...

. o mundo é como é

. She Wants Revenge - What ...

. ...

. um dia vais ver!

. 2 mulheres hoje no metro

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds