Sexta-feira, 9 de Março de 2007

uma soma agreste

de repente apetecia mais um blog, que este já chateia um pedaço...

e então redondovocabulo.blogspot.com

não sei quem morre nem quem vive no fim

nem isso terá grande importância...


publicado por zéoliveira às 21:43
| comentar
|
Quarta-feira, 7 de Março de 2007

o tempo do vinil

Lembro-me de ser puto e ouvir este disco (em vinil!) vezes sem conta. O disco chama-se “Pano Cru”, e por acaso voltei a ouvir uma dessas músicas hoje “2º andar direito”. Fica aqui a letra, porque é realmente boa.
Ele vinte anos, e ela dezoito
e há cinco dias sem trocarem palavra
lembrando as zangas que um só beijo curava
e esta história começa no instante
em que o homem empurra a porta pesada
e entra no quarto onde a mulher está deitada
a dormir de um sono ligeiro

E no quarto, às cegas,
o escuro abraça-o como que a um companheiro
que se conhece pelo tocar e pelo cheiro
e é o ruído que o chão faz que lhe traz
o gosto ao quarto depois de uma ruptura
faz-lhe sentir que entre os dois algo ainda dura
dos dias em que um beijo bastava

E agora, da cama
vem uma voz que diz sussurando: És tu?
e a luz acende-se sobre um braço nu
e a mulher pergunta: A que vens agora?
é que não sei se reparaste na hora
deixa dormir quem quer dormir, vai-te embora
amanhã tenho de ir trabalhar

Não fales, que o bébé ainda acorda
não grites, que o vizinho ainda acorda
e não me olhes, que o amor ainda acorda
deixa-o dormir, o nosso amor, um bocadinho mais
deixa-o dormir, que viveu dias tão brutais

E o homem de pé
parece um rapazinho a ver se compreende
e grita e diz que ele também não se vende
que quer a paz mas de outra maneira
e nem que essa noite fosse a derradeira
veio afirmar quer ela queira ou não queira
que os dois ainda têm muito que aprender
Se temos…! diz ela
mas o problema não é só de aprender
é saber a partir daí que fazer
e o homem diz: Que queres que eu responda?
Não estamos no mesmo comprimento de onda…
Tu a mandares-me esse sorriso à Gioconda
e eu com ar de filme americano

Somos tão novos, diz o homem
e agora é a vez de a mulher se impacientar
essa frase já começa a tresandar
é que não é só uma questão de identidade
é eu ou tu, seja quem for, ter vontade
de mudar ou deixar mudar

Não fales,…

E assim se ouviu
pela noite fora os dois amantes falar
e o que não vi só tive que imaginar
é preciso explicar que sou eu o vizinho
e à noite vivo neste quarto sozinho
corpo cansado e cabeça em desalinho
e o prédio inteiro nos meus ouvidos

Veio a manhã e diziam
telefona ao teu patrão, diz que hoje não vais
que viveste uns dias assim tão brutais
e que precisas de convalescença
sei lá, inventa qualquer coisa, uma doença
mete um atestado ou pede licença
sem prazo nem vencimento, se preciso for
(Espero que não seja preciso, porque não
sei como é que eles vão viver sem os dois salários…)
Vá fala, que o bébé está acordado
o vizinho deve estar já acordado
e o amor, pronto, também está acordado
mas tem cuidado, trata-o bem
muito bem, de mansinho
que ainda agora vai pisar outro caminho.
Autor: sérgio godinho

publicado por zéoliveira às 00:40
| comentar | ver comentários (2)
|
Sexta-feira, 2 de Março de 2007

quero o verão amanhã, o mais tardar depois de almoço!

Às vezes penso assim

pés molhados, existir sempre com os pés molhados. os dedos engelhados

costas despeladas, o ano todo a cair a pele. a comichão boa

sal no corpo, sem estações do ano. sempre com sal

imagina-se tempos idílicos, quentes.


publicado por zéoliveira às 00:58
| comentar
|

falso remorso

Apagar, onde é que se compra um apagador gigante?

Fazer uma raspagem no ventre da memória. Catar todos os piolhos mentais

Voltar ao princípio para fugir ao passado, reconstrui-lo aliás. Radicalmente diferente.

Arreganhar anos perdidos. Arrebatar todos os dias do tempo, que já não ficavam assim gastos por nada...


publicado por zéoliveira às 00:55
| comentar
|

NÃO LER - NÃO LER- EU AVISEI - EU AVISEI

horas apático, em dedicada vegetação

doutras vezes inabilmente tento acrescentar algo a alguma coisa (ou a alguém)

mas a maior das vezes razoavelmente eléctrico e em velocidade crescente

realmente empenhado em não deixar tudo como estava antes de chegar

serão estados de alma? estados de corpo? estados de sítio? estados de estudo?

acho que acabei de fazer, pela primeira vez uma demonstração por redução ao absurdo... eu não sou um, vou variando (como acima está escrito e descrito)

não sendo um, não poderia ter um anjo da guarda

portanto se quando o chamo ele aparecer, como é absurda a existência dele

TAMBÉM EU SOU ABSURDO


publicado por zéoliveira às 00:47
| comentar
|

...

5 de maio de 1946 - Miguel Torga - diário

" Ninguém quer saber se o caminho de um criador o leva à morada das musas e da beleza; espreita-se da janela, mas é para ver se ele vai à missa"

Assim quase sempre somos, já a Ilha dos Amores foi censurada, já o Eça o escreveu sempre em todos os livros, o Torga... até o Cesariny que soube escrever que era paneleiro com todas as letras.  

Esta moral que nos dá de comer à hipocrisia, que  asfixia qualquer microscópica ou maior diferença. Beatice mal arrumada, esqueletos nos armários. 

Se em vez de importarmos coisas de plástico da China... melhor, se em vez de importarmos a Nokia da Finlândia, importássemos os seus valores?

A que propósito isto? Porque a liberdade não anda por aí tão livre como se pensa.


publicado por zéoliveira às 00:26
| comentar
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. nome: poraqui | cor: pret...

. falta-me os tomates para ...

. tipover

. sempre

. blogs como este, do umbig...

. o mundo é como é

. She Wants Revenge - What ...

. ...

. um dia vais ver!

. 2 mulheres hoje no metro

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds