Domingo, 30 de Setembro de 2007

Duke Ellington & John Coltrane - In A Sentimental Mood

domingo, dia de muito falar melancolicamente com os meus botões dia de amansar raivas, desgostos, saudades, enfim...merdas mas com calma, devagarinho, com pouco fel, com sentimentos difusos in a sentimental mood, domingo, uns pingos de chuva e um sax


publicado por zéoliveira às 17:55
| comentar
|
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

birmânia

Myanmar: Unidade militar recusa disparar contra monges - Diário Digital

 

 

excerto de uma carta de um birmanês, neste blog: http://ko-htike.blogspot.com/:

 

Would the Burmese community in exile and the institutions like the UN and EU wait till the situation in Burma gets worse like Darfur in Sudan?

é pena não terem petróleo, arriscam-se a ser dizimados e nós a ver...

a única esperança é os soldados terem um pingo de humanidade e decência e virarem-se contra os monstros que agora servem...

revoltante, tudo isto.


publicado por zéoliveira às 11:03
| comentar | ver comentários (1)
|
Sábado, 22 de Setembro de 2007

muito agradecido

não é que a vida seja ingrata...

não te ponhas é a pedir coisas, que ela tem um sentido de humor estranho


publicado por zéoliveira às 20:37
| comentar | ver comentários (1)
|
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

tão liberal nos costumes

Tão soltinho, tanta retórica liberal, mas às vezes parece que saiu directamente do Antigo Testamento.

publicado por zéoliveira às 17:32
| comentar
|

a vida são 6 meses?

Há pessoas que

vivem para o trabalho.

Há pessoas que

trabalham assim o suficiente para aguentar as contas e vivem para o surf, ou para o ócio, ou para os copos, ou para a música, ou para meditação, ou para...

Há pessoas que

trabalham como cães 6 meses,

bebem como camelos 6 meses,

apaixonam-se por 6 meses,

arranjam qualquer outra coisa 6 meses…

 


publicado por zéoliveira às 17:28
| comentar | ver comentários (1)
|

Queima-se o gajo no Rossio e é já!

Nos últimos dias, ao passar pelos quiosques tenho reparado nas capas de alguns jornais, “Pedófilo à solta”, “Assassino libertado” e outras pérolas do género…

 

Existe um texto que se chama Declaração Universal dos Direitos do Homem, ou terei sonhado? Uma pessoa presa 2 ou 3 anos sem acusação não é assim como limpar o dito nessa Declaração?

 

Os senhores cidadãos (incluindo jornalistas) que não gostem das regras têm sempre países onde se prende anos a fio sem julgamento. E já agora onde se chicoteia, enforca e mais outras coisas que essa malandragem está mesmo a pedir! Boa viagem! O Estado até devia pagar a viagem na minha opinião.


publicado por zéoliveira às 17:25
| comentar
|
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007

libertaram o refém...

daquilo que está em baixo

até ao que fica no alto

vão dois carris de metal

na calçada de basalto

...

vão apenas dois minutos no... ELEVADOR DA GLÓRIA!!!!!!!!

(Radio Macau pois claro)

PS. os gajos da carris que não repitam a gracinha


publicado por zéoliveira às 00:41
| comentar
|
Terça-feira, 18 de Setembro de 2007

...

life...do not practice in a half-hearted way, you´ll be wasting your time

 

(plagiado de thoughts about practice - Jazz method for saxophone - John O´Neill)


publicado por zéoliveira às 00:05
| comentar
|
Sábado, 15 de Setembro de 2007

era eu putito

por esta altura fui algumas vezes fazer a vindima para a Beira, quando era puto. acordava cedinho, pequeno almoço e toca a trabalhar. tinhamos uns canastrões onde se metiam os cachos, o meu enchia-o só até meio para o conseguir levar no lombo, metia-se atrás da cabeça, apoiado nas costas e nos ombros, as mãos no ar a segurar só para equilibrar. depois ia-se por levadas e terras até à estrada. tinhamos um tractor pequeno com um atrelado que levava os canastrões à adega. era duro, e a minha ética pessoal impedia-me de comer muitas uvas, não que o meu avô se importasse, mas aquilo era trabalho, não era para estar a alambazar-me com as uvas! a parte mais gira era triturar e depois espremer os cachos. tinhamos umas maquinetas à manivela que era suposto serem operadas por um homem, de preferência forte. aqui o esperto insistia que queria fazer ele, atrasava um bocado o serviço, mas enfim, lá me deixavam, enquanto eu conseguisse. não devia ser por muito tempo...

à noite lembro-me de estar a dormir na mesma cama que o meu avô, e ele a ler o "malhadinhas" do aquilino e rir quase até ficar mal disposto.

anos depois, a ler o malhadinhas acontecia-me o mesmo, mesmo sem perceber metade das palavras lá escritas.


publicado por zéoliveira às 01:42
| comentar | ver comentários (1)
|
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2007

Nação valente, um comentário político

Leio que o ministro português dos negócios estrangeiros não vai receber o Dalai-Lama por razões óbvias, com a cumplicidade do PSD e PC.
 
Devia-se mudar o hino para “heróis do mar / nobre povo / por razões óbvias trá lá lá”.
 
Ajoelhar não é defender os interesses do país, e mesmo que fosse… isto mete nojo.
 
Escrúpulos? Coluna vertebral? Direitos Humanos? Princípios?
 
Não! É gente de merda mesmo!

publicado por zéoliveira às 16:37
| comentar
|

facts of life #2

toda a gente devia, ao menos uma vez,

fazer sexo com um desconhecido.

só para desmistificar.

 

e eu tenho uns conhecidos que poderão estar interessados.


publicado por zéoliveira às 00:38
| comentar
|

a vida inteira

algo que não muda

todos os dias me lembro de ti

todos os dias me arrependo de ti

tempo que não cura

a gente que não acuda

que todos os dias te apedrejo

que todos os dias te revejo


a vida inteira

 

espero até hoje a idade de entender

mas todos os dias me insulto

mas todos os dias te pergunto

todos os dias recupero de ti

todos os dias me arrependo de ti


espero até hoje
o dia de nem me lembrar
o dia de acordar


todos os dias te vejo com os olhos fechados

etc etc

 

 

estava a tentar escrever uma coisa que desse para letra de musica, só para experimentar, mas mudei de ideias e fica a meio, azar...

 


publicado por zéoliveira às 00:09
| comentar
|
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007

gordura cerebral?

a ler um livro sobre música descobri uma afirmação curiosa, "o cérebro a partir dos 30 tende a ficar estagnado se não o exercitarmos". tenho reparado que a maior parte das pessoas, acima dessa idade, tem um discurso puramente descritivo, sem qualquer argumentação ou raciocínio implícito. não tinha essa sensação há uns anos atrás. fala-se horas e horas, mas a descrever acontecimentos (geralmente sem interesse nenhum), difícil é ouvir raciocínios estruturados. não é uma medida estatisticamente fiável mas enfim... quer-me parecer que de facto o cérebro tende a ficar preguiçoso.

publicado por zéoliveira às 13:47
| comentar
|
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

Kobayashi Kaori - Nothing gonna change my love for you

.............. não é bem a minha música, mas vale a pena ouvir até ao fim o som que sai daquele sax

publicado por zéoliveira às 13:00
| comentar
|
Quinta-feira, 6 de Setembro de 2007

que tal uma love story ein?

naquele fim de tarde domingueira cansados de fazer o amor comiam um pequeno snack na cama. algumas migalhas do pão, trémula e dissimuladamente escapuliam-se para dentro dos lençóis, como que para arranjar um lugar na primeira fila, para assistir às poucas vergonhas e imundícies que se adivinhavam mais logo.

a meio duma dentada na sande ele olha nos olhos dela e diz e jura e suplica que a quer até ao fim dos tempos e ainda mais um bocado, se possível for.

com um sorriso rasgado, e os olhos brilhantes de emoção, ela repete as palavras dele, embora com o bom gosto necessário e suficiente para reconstruir as frases com metáforas, truque fácil e sempre eficaz.

no calor das exaltações românticas decidem fazer um filho e já, mas faltando o fôlego ao rapaz, decide ganhar tempo, queria escolher primeiro o nome do fruto daquele amor.

ao que ela responde, se for varão será Rudolph, se for menina será Hillary.

ele levanta-se de rompante, foda-se pode-se tirar uma gaja de manhattan, mas não se consegue tirar manhattan de uma gaja!

virou as costas e foi ter com mãe que vendia flores no mercado da ribeira.

the end

 


publicado por zéoliveira às 02:37
| comentar
|

being Nuno Gomes

tem muito mérito um gajo tentar e insistir, mesmo contra as evidências

o esforço vale por si

a todos os que tentam escrever e a bola sai sempre para o terceiro anel ou pela linha lateral

continuai como eu faço, um jogo, um blog ou um caderno são feitos de tentar acertar-lhe em cheio ou de fininho, dar aquele efeito que falha sempre.

somos como que irmãos Nuno! continuemos a via sacra do falhanço mais clamoroso!

de semblante carregado como tem de ser!

viva a má prosa! slb sempre!


publicado por zéoliveira às 00:21
| comentar
|

facts of life #1

se jantar cajus durante uma viagem e for a conduzir fico verdadeiramente agoniado

 

(mas não com a existência, nem com a semiótica nem com a metafísica, agoniado mesmo)


publicado por zéoliveira às 00:13
| comentar
|
Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

pinta sobre os trinta

e aos 30,

 

- já não existem pessoas que não tenham um baú de recordações cheio de fotos e mensagens e recordações, mesmo no meio da cabeça,

 

- já não existem pessoas que estejam sozinhas contigo, está ela, estás tu, estão os baús, ménage a 4 com mobília enfim,

 

- já não há pessoas médias, só extremos de sensibilidade ou de insensibilidade, de carência ou de independência, às vezes na mesma pessoa consoante a humidade ambiente ou algo igualmente relevante,

 

- aos 30 já não há pessoas com 16 anos. não vejo então a vantagem.


publicado por zéoliveira às 23:46
| comentar
|
Domingo, 2 de Setembro de 2007

New Order - Temptation

e agora para algo completamente diferente

publicado por zéoliveira às 17:10
| comentar
|

para quando se é vezes de mais atropelado por um comboio de emoções

Como se trata o stress pós-traumático?
As intervenções terapêuticas mais eficazes são a psicoterapia cognitiva e comportamental e a medicação com antidepressivos como a sertralina ou a paroxetina.
A terapia em grupo é muitas vezes aconselhada para as situações ligeiras a moderadas.
Recentemente, desenvolveu-se alguma controvérsia em relação às intervenções imediatas para os indivíduos com trauma agudo. Algumas investigações recentes têm revelado resultados decepcionantes com a intervenção, em que é dada a oportunidade à pessoa vítima da situação de stress de falar acerca da sua experiência logo após o acontecimento, denominada “critical incident stress debriefing – CISD”. Muitos indivíduos procuram refúgio no álcool ou nas drogas para enfrentarem o traumatismo. É igualmente importante nestes casos, tratar a dependência e os problemas médicos associados.

(tirado dum qualquer site sobre medicina)


publicado por zéoliveira às 15:27
| comentar
|

...

Got a curse we cannot lift
shines when the sunshine shifts
there's a curse comes with a kiss
the bite that binds the gift that gives

tv on the radio - wolf like me

(foto roubada não sei bem de onde)


publicado por zéoliveira às 15:23
| comentar
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. nome: poraqui | cor: pret...

. falta-me os tomates para ...

. tipover

. sempre

. blogs como este, do umbig...

. o mundo é como é

. She Wants Revenge - What ...

. ...

. um dia vais ver!

. 2 mulheres hoje no metro

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds